NOVIDADE: Loja online!
Clara Pestana

Clara Pestana

A Clara ingressa muito cedo no mundo do trabalho e rápido se depara com a questão da imagem e a necessidade de evolução desta. Para alguém que trabalha numa área que durante muitos anos era essencialmente masculina é ainda mais difícil adoptar uma imagem em que se sinta confortável. Arriscaria dizer que a Clara foi a escolha perfeita para nos falar sobre como ter uma imagem cuidada, actual e formal de acordo com o exigido na maioria das grandes empresas.

Nome: Clara Pestana

Idade: 28 Anos

Profissão: Bancária – Sala de Mercados – Produtos Estruturados

Com que idade ingressou no mundo do trabalho: 21 Anos

Lembra-se do que vestiu na sua primeira entrevista de trabalho? E o porquê das suas escolhas nessa altura? Nunca nos esquecemos da primeira entrevista e sendo mulher a roupa também fica na memória. Na altura em que comecei a ir a entrevistas de trabalho ainda estava no último ano da faculdade e o meu guarda-roupa ainda não incluía muita roupa formal. A minha opção foi utilizar umas calças pretas simples de fato, um casaco nos tons castanhos com um toque de dourado e uma blusa preta. A ideia era vestir algo que me fazia sentir confortável, já que não estava habituada a vestir me com roupas formais, utilizando roupas que já estava habituada.
Posteriormente, para as restantes entrevistas, comprei um fato (calças e casaco) clássico cinzento claro na Sacoor.

No seu emprego é imposto algum dress code? Qual? Formal, semi-formal, informal? No meu emprego é imposto um dress code formal, devido ao contacto constante com o cliente. Dado que não tenho esse contacto diário com os clientes, só com devida marcação prévia, posso fugir um pouco ao formal. Desde do início que adoptamos a política do smart-casual para as sextas-feiras e para o mês de Agosto.

Concorda que a roupa de trabalho já não se limita ao fato tradicional, mas não deixa de obedecer a determinadas regras? Sem dúvida, cada vez menos vemos as mulheres a preferirem outras alternativas ao fato tradicional. No início da minha carreira profissional, e dado que trabalho numa sala de mercados, uma área que durante muitos anos era essencialmente masculina e as únicas mulheres presentes eram as administrativas, usar uma saia ou um vestido saltava sempre à vista e ficávamos à mercê de alguns comentários por parte dos colegas masculinos. Desta forma, verifiquei que as poucas colegas femininas que tinha, adoptavam o fato tradicional (calça e casaco). Contudo, para mim sempre foi desconfortável andar de fato, acho que retira a minha individualidade e não se enquadra com o meu gosto pessoal. Assim, ignorando os comentários dos colegas masculinos e femininos comecei aos poucos a alterar o meu vestuário utilizando, por exemplo, um vestido formal ou uma saia, ou seja algo “mais eu”. Todavia, devemos de ter sempre em atenção regras básicas, como por exemplo, a saia apenas 2 ou 3 dedos acima do joelho e os tecidos utilizados. Desta forma, se há 7 anos poderia dizer que entre as 5 mulheres com quem trabalhava poderia ser a única a utilizar um vestido, hoje, entre as 5 mulheres com quem trabalho, apenas uma poderá estar de fato tradicional.
De qualquer das formas, ainda utilizo o fato tradicional, mas com o meu toque pessoal, ou seja, troco a camisa recta, justa e monocolor por um top mais divertido com um colar vistoso ou com um casaco de cor diferente das calças.

Em dias de reunião com o chefe ou clientes, tem algum especial cuidado com a roupa que usa? Como é natural e de acordo com as regras corporativas, sempre que temos uma reunião mais importante, mesmo que seja interna, temos o cuidado em estar mais corporativos, nomeadamente, utilizando as cores da empresa, ou então, não utilizando as cores da concorrência. Esta é uma preocupação que existe tanto nas mulheres como nos homens. Eventualmente, poderei ter cuidados, no sentido se uso um vestido ou um fato tradicional quando vou a uma reunião com clientes e dependendo dos clientes. É importante para mim não enviesar a atenção dos meus clientes do que eu estou a apresentar e não para o que eu visto e por isso utilizo o fato tradicional.

Costuma ir a eventos da empresa? Se sim, que cuidados tem na escolha da roupa, tendo em conta que não estará em ambiente de trabalho mas com pessoas com quem trabalha todos os dias? Costumo ir a eventos corporativos, nomeadamente os “Off-site”, que promovem a motivação e o trabalho de equipa. Normalmente, nestes eventos, é necessário usarmos roupa mais confortável, dado que podemos andar no meio da mata de Mafra ou a andar de Moto 4. Estes eventos também servem para conhecermos os nossos colegas melhor e através das suas escolhas de vestuário conseguimos perceber melhor quem são, o que também é muito giro.
De qualquer das formas, apesar de ser um ambiente informal acho que devemos ter alguns cuidados e não exagerar totalmente na informalidade.

Em hipótese, se tiver um jantar com amigos depois do trabalho, para si é imprescindível ir a casa trocar de roupa ou adapta a roupa com que está ao evento, apenas trocando de mala, sapatos ou acessórios, por exemplo? Normalmente vou com a mesma roupa, posso eventualmente mudar para uma mala mais pequena ou uns sapatos mais rasos.

Segue tendências?! Como as enquadra num coordenado formal para o trabalho? Tipicamente, eu sou mais clássica na minha forma de vestir, mas sigo algumas tendências alterando por exemplo a palete de cores ou os acessórios. Até mesmo numas calças ou numa saia podemos inovar.

Que peça ou peças nunca usaria para ir trabalhar? Nunca usar ténis, calças de ganga rotas ou leggings. Adicionalmente, acho que por vezes podem confundir o formal com o sair a noite e acho que devemos ter sempre em atenção aos brilhantes, às mini mini saias e aos decotes, porque chamam demasiado a atenção de uma forma negativa.

Clara Pestana

Cláudia Cordeiro

Licenciada em Direito, com pós-graduação em Práticas Forenses e em Prática Notarial. Em 2013, frequentei o Curso de Consultoria de Imagem da Blossom e assim nasce o projecto de Consultoria de Imagem & Styling by Cláudia Cordeiro.

This Post Has 2 Comments

  1. Clarinha e Claudinha no vosso melhor :))) gostei muito da entrevista! Baci guapas*

  2. Eu também gostei muito!!!
    Muito profissional!!!
    Parabéns às minhas ladies:)

Deixe uma resposta

Close Menu
×
×

Cart